Freiras se apaixonam e abdicam da vocação para poder casar: “Deus quer que a gente seja feliz”

img_999x5562016_09_29_10_50_23_187611

Sabe aquelas histórias de amor dignas de virar um filme?! É o caso das ex-freiras católicas Federica e Isabel, que abandonaram os votos e se casaram na cidade de Pinerolo, na Itália, após se apaixonaram durante um trabalho voluntário em uma clínica de reabilitação para dependentes químicos, afirma o jornal britânico The Guardian.

A união civil das duas italianas ocorreu em uma cerimônia fechada na prefeitura, nesta quarta-feira (28), 24 horas antes do programado para despistar a imprensa. “Garantimos o direito à privacidade do casal, que pediu discrição”, disse o prefeito Luca Salvai. “Foi celebrada uma cerimônia muito simples, mas muito significativa para elas”.

As duas atravessaram um demorado processo formal para renunciarem aos votos e abandonarem a vocação em prol do sentimento que nasceu entre as duas. “Deus quer que a gente seja feliz”, disse Federica ao jornal local “La Stampa”. “Gostaríamos que a igreja se abrisse e recebesse bem as pessoas que amam outras pessoas independente da sexualidade”, concluiu. Além do civil, o casal fará também uma cerimônia religiosa ministrada por um amigo ex-padre, suspenso por apoiar o casamento gay.

“Garanto que nem todos na Igreja foram contra esse casamento. Elas foram criticadas, mas muitas freiras entenderam a situação, assim como há muitos padres que não condenam esse tipo de escolha”, disse o ex-padre Franco Barbero. Segundo ele, esta não será a primeira vez que ele vai casar duas freiras. Vale lembrar que o senado italiano aprovou o casamento homossexual em fevereiro deste ano.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!