Vale dos homossexuais: ativista LGBT quer criar país exclusivo para gays

viktor-zimmerman

Imagina se existisse o verdadeiro Vale dos Homossexuais, apenas com LGBTs?! Para o ativista norte-americano Viktor Zimmerman, líder da organização separatista Gay Homeland Foundation, essa seria uma solução para a discriminação.

“Muitos homossexuais no planeta vivem em circunstâncias perigosas, sua segurança física é ameaçada diariamente, seus empregos são inseguros, suas famílias os ameaçam ou tentam forçá-los a se casar”, disse o militante à revista VICE. Para abrigar este país, Zimmerman sugere um local com “terra barata e habitável” e à “beira-mar”, como na América do Sul. A nação, que seria um Estado sem território, forneceria comida e moradia para refugiados homossexuais.

Povoado por trabalhadores, cineastas, atores, cantores, o país seria um ambiente criativo com leis que permitem a diversidade. Sobre o radicalismo e questões de como essa população se reproduziria, Zimmerman afirmou que o país será aberto a heterossexuais simpatizantes e dispostos a obedecer as leis locais, resolvendo em partes a questão da povoação. Outra ideia é a imigração de gays de diversos lugares do mundo, tornando o lugar seguro aos gays vindo de países com leis anti-gays.

Questionado sobre como faria para que a população não morresse, uma vez que a biologia impede que casais do mesmo sexo reproduzam, ele explica que isso se resolve com o incentivo à imigração, pois acredita que “pessoas gays nascem no mundo todo o tempo todo”. De maneira prática, ele deseja que sua proposta seja assinada por um número expressivo de LGBTs do mundo todo, o que daria força à iniciativa. O passo seguinte é arranjar financiamento com empresários homossexuais para uma fundação que administrasse o dinheiro necessário para a empreitada.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!