Mais de 40 homens são presos na Nigéria por serem homossexuais

Uma ação da polícia prendeu, pelo menos, 42 homens em um hotel de Lagos, na Nigéria, no último sábado (29/07), suspeitos de “cometerem atos homossexuais”. A informação foi divulgada nesta segunda-feira (31/07), pelo jornal local Punch.

Os presos serão encaminhados a um tribunal e podem pegar a pena que vai até 14 anos de prisão, segundo informações da emissora britânica BBC. Em 2013, a Câmara dos Deputados da Nigéria aprovou uma lei que proíbe a união entre pessoas do mesmo sexo, além de barrar a criação de entidades e associações que defendam os homossexuais.

A Associação Internacional de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transsexuais e Interssexuais (Ilga, na sigla em inglês) indica que as relações homossexuais são explicitamente banidas em 72 países. A Nigéria proibiu a homossexualidade em 2014 e a violência contra LGBTs é constante.

De acordo com a campanha “Livres e Iguais” da Organização das Nações Unidas (ONU), 76 países no mundo possuem leis que “criminalizam relações privadas e consensuais de pessoas do mesmo sexo”.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 22 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!