Festival de cinema LGBT na Itália vai homenagear Marielle Franco: “Ela é um símbolo”

A vereadora Marielle Franco, assassinada a tiros no dia 14 de março, será homenageada na 33ª edição do Lovers Film Festival, a mostra de cinema LGBT mais antiga da Europa, entre os dias 20 e 24 de abril, em Turim, na Itália.

“O assassinato de Marielle Franco abalou porque ela era uma pessoa que, mesmo sabendo que poderia ser morta, continuou a lutar com todas as forças possíveis. Para nós, ela é um símbolo”, disse Irene Dionisio, diretora da mostra, à agência de notícias (ALA)news. Segundo o jornal O Globo, o festival também vai homenagear o policial Xavier Jugelè, membro da Flag, associação LGBT da polícia francesa, morto em 20 de abril do ano passado num atentado em Paris.

Ao longo do evento, serão exibidos 81 filmes vindos de 24 países, sendo seis estreias mundias, quatro europeias e 52 nacionais. Segundo o fundador e presidente do festival, Giovanni Minerba, o objetivo da mostra é falar de amor.

Além dos filmes exibidos, o festival também tem uma mostra competitiva internacional chamada “Irregular lovers”. Segundo o site da mostra, podem participar filmes de todos os tipos e formatos com atenção especial para inovação da linguagem narrativa e visual. O filme vencedor será exibido em novembro no Centro de Arte Contemporânea de Genebra.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 22 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!