Gay assumido, apresentador americano desabafa: “Essa coisa de ativo ou passivo já era”

Gay assumido, o apresentador Andy Cohen, de 50 anos, fez diversas revelações pessoais durante o seu programa, “Watch What Happens Live with Andy Cohen”. Segundo publicação da revista britânica Attitude, Cohen contou que não aguenta mais, em pleno 2018, ter que ouvir gay perguntando se o parceiro prefere ser ativo ou passivo.

“Essa história de ficar perguntando se é ativo/passivo já era. Também já me perguntaram inúmeras vezes… E toda essa vergonha de se dizer passivo que ainda existe é algo que já devíamos ter ultrapassado como comunidade. Por que temos que ficar rotulando tanto o sexo?”, disse Cohen, que também é ator, autor e produtor de reality shows.

“Minha definição de sexo sempre é que é algo íntimo. O lance é ter tesão e chegar ao orgasmo junto se realizando fazendo o que você quiser e puder, ao invés de ficar nos limitando com rótulos e questões tão específicas”, continuou. Para Cohen, a questão é ultrapassada. “Pra mim pelo menos essa coisa de ativo e passivo, além de nos limitar, remete muito a ‘quem é o homem ou a mulher da relação’. É algo ultrapassado obviamente”, concluiu.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 22 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!