Polícia ouve terceiro suspeito de homofobia contra jovem gay, em Goiânia

A Polícia Civil ouviu, na manhã desta quinta-feira (18/07), o terceiro suspeito de homofobia contra um jovem de 24 anos. O crime aconteceu no último dia 6 de julho, no Setor Bueno, em Goiânia. Imagens de câmeras de segurança registraram o momento que outros dois rapazes correm atrás e batem na vítima.

O delegado que investiga o caso, Carlos Caetano, disse que o rapaz interrogado negou as acusações. Segundo as investigações, esse suspeito não agrediu a vítima verbalmente, mas não fisicamente. Por isso, ele deve responder por homofobia, mas não por lesão corporal, diferente dos outros dois investigados – que devem ser indiciados pelos dois crimes. Advogado dele, Eduardo Brown disse que o cliente não praticou de nenhuma agressão e é inocente. O rapaz disse apenas que conhece os outros dois envolvidos no caso.

Para a polícia, a vítima afirmou que o caso aconteceu quando ele estava indo ao comércio de sua família por volta de umas 7h, e foi surpreendido por três homens que iniciaram diversos insultos. O jovem tentou fugir, mas foi alcançado por dois deles, que chegou a acertar um murro em seu rosto. “Me xingando de ‘viado’, de ‘bicha’, falando que minha roupa era roupa de ‘bicha’, que eu tinha que morrer porque não é certo ser ‘viado’. Que eu era ‘viado’ porque eu não apanhei o suficiente quando eu era criança. Que eles iam me ensinar a ser homem na porrada”, disse Antônio.

Ao G1, a Polícia Civil informou que o terceiro suspeito será apenas ouvido e liberado em seguida. Não há mandado de prisão expedido contra ele.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 22 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!