Artista plástica homenageia Marielle Franco e drag queen brasileira em exposição em Londres

Vai ter LGBT+ em exposição na terra da Rainha SIM!

A artista plástica paulistana Milenna Saraiva exibirá pinturas de Marielle Franco, Chico Mendes e a drag brasileira Tchaka Rainha das Festas em exposição em Londres.

A exposição “Cultural Diaries” exibe uma série de retratos abstratos da artista plástica, que nasceu na cidade de São Paulo, Milenna Saraiva, paisagens utópicas do britânico Tom Coz, pinturas abstratas, feitas com o próprio corpo do canadense KV Duong e as pinturas pirográficas de Australiana Michelle LKC. A galeria Focus Ldn abrigará a exposição que começa dia 26/11 e vai até dia 01/12.

Milenna, que é conhecida por seus expressivos retratos coloridos, levará para Londres a série intitulada “Empaths” (Empatas), onde os retratados homenageados são ativistas de todas as partes do mundo. Artistas, militantes, políticos e lideres religiosos estão entre os nomes escolhidos pela artista, mas todos com uma característica em comum: o amor ao próximo e a luta por direitos a minoria.

Alguns dos destaques são os retratos de Marielle Franco (socióloga, política, feminista e defensora dos direitos humanos, assassinada em 14 de março de 2018 no Rio de Janeiro), Madonna (cantora, compositora, dançarina, atriz, empresária e produtora musical norte-americana, uma das principais ativistas LGBTI do mundo), Tchaka Drag Queen (personagem feita pelo ator Valder Bastos no Brasil é uma das principais ativistas em prol da comunidade LGBTI, reconhecida e premiada como a Rainha das Festas, por mais de 5000 mil eventos realizados). “Escolhi a Tchaka pela representatividade junto ao público LGBTI no Brasil, incansável diariamente esta lutando por todos de forma igualitária e humana. Pessoas assim, merecem homenagens em vida”, explica Milenna.

Chico Mendes (seringueiro, sindicalista, ativista político e ambientalista brasileiro. Lutou a favor dos seringueiros da Bacia Amazônica, cuja subsistência dependia da preservação da floresta e das seringueiras nativas), Dalai Lama (chefe de estado e líder espiritual do Tibete. Em se tratando de um monge e lama, é reconhecido por todas as escolas do budismo tibetano), Emma Gonzales (ativista estadunidense e defensora do controle de armas e do desarmamento nos Estados Unidos. Ela é uma sobrevivente do Massacre na Stoneman Douglas High School, escola na qual era estudante), Raoni Metuktire (líder indígena brasileiro da etnia caiapó). É conhecido internacionalmente por sua luta pela preservação da Amazônia e dos povos indígenas, entre outros.

Para a artista, “em tempos sombrios precisamos dar muito valor às pessoas que estão (ou tentaram) mudar o “status quo’ para o bem da humanidade. O que todos eles têm comum é a empatia que têm pelos outros. Somente a empatia e o amor vão combater os retrocessos que estamos vivendo hoje.”

Arquiteto, DJ, VJ, Produtor de Eventos e redator colaborador de conteúdos sobre diversidade LGBTI+ do portal Pheeno.com.br! #MandaAssunto