“Eu levo numa boa”, diz Malvino Salvador sobre cantadas de homens após personagem gay

Sucesso com o personagem Agno em “A Dona do Pedaço”, Malvino Salvador contou em entrevista ao jornal O Dia sobre cantadas de homens após o personagem gay.

“Acho que qualquer cantada, seja masculina ou feminina, de quem quer que seja, o que importa é a maneira, se foi uma maneira respeitosa. Às vezes é engraçada e pode ser, e aí eu acho graça também. De modo geral, eu levo numa boa a cantada masculina. Eu acho legal, acho bacana também, não tenho nenhuma questão com relação a isso”, disse o ator de 43 anos de idade.

“Eu acho que ele está em um momento de transformação da vida muito importante, porque é um cara que nunca viveu uma verdade na vida. Ele viveu uma mentira a vida inteira, sempre teve que se esconder e é a primeira oportunidade que ele tem de poder dizer para todo mundo o que ele realmente é”, continuou. “Agno não precisa mais viver com isso, com essa mentira e eu acho que isso é uma coisa libertadora para ele“.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 22 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!