Novo tipo do vírus HIV é descoberto pela primeira vez em 20 anos

Nesta quarta-feira (06/11), cientistas anunciaram a descoberta de um novo tipo do vírus da imunodeficiência humana, HIV, que causa a doença conhecida como Aids. Publicado no jornal científico Journal of Acquired Immune Deficiency Syndromes (JAIDS), o estudo foi realizado pelo laboratório norte-americano Abbott e representa a primeira vez, em quase vinte anos, que uma nova cepa do vírus é descoberta.

O organismo foi chamado de “cepa L” e pertence a um dos quatro grupos do vírus, o grupo M, que é responsável pela maior parte dos casos de Aids no mundo, segundo a Revista Brasileira de Análises Clínicas. Ela agora faz parte de outras dez cepas já identificadas, ao longo dos anos, por cientistas. Sua primeira amostra foi descoberta pela primeira vez no final dos anos 80. No entanto, o material recolhido não era suficiente para ser estudado. Com o avanço da tecnologia, os cientistas conseguiram observar a sequência de seus genomas e categorizá-lo de forma adequada.

O HIV continua sendo um grande problema de saúde pública mundial. De acordo com Organização Mundial da Saúde (OMS), mais de 35 milhões de mortes em decorrência da doença já foram registradas em todo o mundo. Só no Brasil, estima-se que 866 mil pessoas vivam com o HIV atualmente, segundo o Ministério da Saúde.

Para o site TheStar, Mary Rodgers, bióloga da Abbott e uma das responsáveis pela pesquisa informou que esse é apenas o início do avanço no tratamento: “Encontrar essa nova cepa é apenas o começo. Compartilhando a sequência com a comunidade científica em geral, agora outros cientistas poderão avaliar como essa cepa é diferente das outras em termos de tratamento e também para o desenvolvimento de diagnósticos ou testes que possam detectá-lo.”

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 22 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!