Taxa de suicídio cai após legalização do casamento gay na Suécia e na Dinamarca

A taxa de suicídio entre pessoas casadas com alguém do mesmo sexo caiu 46% na Suécia e na Dinamarca desde a legalização do casamento gay, em 2009 e em 2012, respectivamente. No mesmo período observado, a taxa de suicídio entre casais heterossexuais diminuiu 28%.

O levantamento, realizado pelo Instituto Dinamarquês de Prevenção do Suicídio e pela Universidade de Estocolmo, comparou taxas de suicídio de cônjuges em casamentos do mesmo sexo e em matrimônios heterossexuais nos períodos de 1989 a 2002 e de 2003 a 2016. “Embora as taxas de suicídio nas populações em geral da Dinamarca e da Suécia tenham diminuído nas últimas décadas, a taxa para aqueles que vivem em casamento do mesmo sexo diminuiu em um ritmo mais acentuado, o que não foi observado anteriormente”, concluiu o estudo.

“Ser casado protege contra o suicídio”, diz a chefe do estudo, Annette Erlangsen, do Instituto Dinamarquês de Pesquisa para Prevenção do Suicídio. “Legalizar o casamento entre pessoas do mesmo sexo e outras medidas legislativas podem realmente reduzir o estigma em torno das minorias sexuais”. No entanto, seja qual for seu estado civil, os homossexuais continuam mais propensos a tirar a própria vida.

“Ainda existe um grau considerável de homofobia, principalmente contra homossexuais masculinos”, disse Morten Frisch, do órgão dinamarquês Statens Serum Institut. “Pouco menos de um em cada três homens ainda considera moralmente inaceitável que dois homens façam sexo um com o outro”, disse ele, citando uma pesquisa com mais de 62 mil dinamarqueses divulgada em outubro.

Em 1989, a Dinamarca se tornou o primeiro país do mundo a permitir uniões civis do mesmo sexo, e a Suécia seguiu o exemplo em 1995. O casamento entre pessoas do mesmo sexo, contudo, só foi legalizado em 2009 na Suécia, e em 2012 na Dinamarca.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 22 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!