Jovem lésbica sofre sexto ataque homofóbico e desabafa: “Não vou mais a lugar nenhum sozinha”

Pela sexta vez, a inglesa Charlie Graham, de 20 anos, foi agredida na rua por ser lésbica. A mais recente delas aconteceu no último sábado (11/01) enquanto a jovem estava indo encontrar um amigo em Sunderland, na Inglaterra. Charlie conta que foi abordada por trás com um soco, caiu no chão e foi espancada, sendo deixada sangrando no local.

O caso ficou conhecido porque a mãe da jovem, Michelle Storey, postou no Facebook fotos da filha após a agressão, na tentativa de encontrar os culpados. Nas imagens é possível ver a vítima com rosto e joelhos ensanguentados. A jovem conta que ficou traumatizada e que tem ataques de pânico, ansiedade, além de dores de cabeça. “Eu não vou mais a lugar nenhum sozinha. Só me sinto confortável na casa da minha mãe“, disse ao Mirror Online.

“É muito importante para mim que minhas fotos sejam compartilhadas, para que as pessoas saibam que existem pessoas por aí que irão atacá-las por qualquer motivo que acharem necessário, seja a sua sexualidade, a cor da sua pele ou o modo como se veste”, continuou. A agressão de sábado marcou a quinta vez que a jovem de 20 anos foi atacada. Ela já precisou levar pontos depois de ter o olho aberto por um agressor.

“Para todos que estão preocupados, estou muito melhor agora, estou com muita dor, mas estou superando isso. Muito obrigado por todos os ‘fique boa logo’, mas, infelizmente, esta não é a primeira vez que fui atacada. A polícia não acha que há conexão (entre o ataque recente e os anteriores) e está fazendo de tudo para encontrar as pessoas que fizeram isso”, publicou Charlie em seu Facebook.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!