Maquiador 25 anos é decapitado e cabeça é encontrada a 50 metros do corpo

Um homem de 25 anos foi assassinado e decapitado, em Moreno, no Grande Recife. De acordo com a Polícia Civil, a cabeça da vítima, o maquiador e cabeleireiro Antonio Henrique de Deus, estava a cerca de 50 metros de distância do corpo. A corporação informou que uma mulher, suspeita de envolvimento no crime, foi presa em flagrante.

O crime aconteceu na madrugada desta terça-feira (21/01), na comunidade do Xingu, no Centro da cidade. A polícia informou que o corpo da vítima apresentava ferimentos produzidos “provavelmente” por uma arma branca. A mulher, Bárbara Myrelle Nunes Santos, de 22 anos, foi presa nesta terça por uma equipe da Força-Tarefa de Homicídios da Região Metropolitana Sul. De acordo com a polícia, a mulher confessou que atraiu a vítima até o local do crime dizendo que iam consumir drogas. Segundo ela, três homens participaram do crime e deram 59 facadas na vítima.

“Henrique era usuário de drogas, não escondia isso, mas não tinha envolvimento com tráfico. Ele trabalhava, ele se mantinha. Não acredito que foi questão de droga. Foi de uma violência muito grande, uma crueldade muito grande”, disse a comerciante Ana Paula de Deus, tia da vítima, ao G1. Para Ana Paula, o maquiador pode ter sido vítima de homofobia. “Eu acredito que sim, não tenho certeza, mas acredito. Vou vir atrás, vou querer saber se o motivo foi esse [homofobia]”, afirmou. Outra hipótese, segundo a família, seria ciúme de um ex-namorado.

As investigações do assassinato, informou a polícia, serão realizadas por Cláudio Neto, delegado da 13ª Delegacia de Polícia de Homicídios (DPH), do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!