Depois de Armond Rizzo, ator pornô gay Joey Mills pede por salários justos: “Saiba seu valor”

Depois de Armond Rizzo vir a público alegar que o estúdio BlacksOnBoys paga menos para os passivos e mais para os ativos, chegou a vez do também ator pornô gay Joey Mills botar a boca no trombone. Em seu perfil no Tiwtter, Joey pediu para atores não aceitem menos que 1.000 dólares por cena gravada.

Segundo o ator, os estúdios estão “se aproveitando de jovens artistas”. “Como artistas, podemos ir em frente e dizer que ninguém que está se apresentando para um estúdio deve receber menos de 1.000 dólares por cena”, disse Joey. “Você pode tentar dizer que é duro estar começando com um estúdio, mas se você tiver que tirar proveito das pessoas e ‘foder elas’ para iniciar um estúdio, você não deve administrar um”.

“Se você é um artista que ganha menos de 1k, eu não estou querendo te atacar de forma alguma. Eu só quero que todos percebam o seu valor em vez de deixar seu estúdio decidir por você. Especialmente nos EUA”, finalizou Joey, que já trabalhou em produtoras como a Men.com e Helix Studios.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!