Leonardo gera polêmica ao comparar coronavírus com HIV e compartilha fake news sobre AIDS

No último domingo (15/03), o cantor sertanejo Leonardo fez uma comparação esdrúxula entre o HIV, vírus que provoca a Aids, e o coronavírus durante um show, buscando minimizar os efeitos da pandemia que colocou todo o mundo em alerta.

“Trinta milhões no Brasil que tem HIV. Vamos ser sincero? Ninguém usa camisinha. Agora 900 casos confirmados tem que usar máscara? Eu cheguei a conclusão que a gente morrer fodendo é melhor que morrer tossindo”, disse ele em um vídeo que está circulando nas redes sociais.

INFORMAÇÃO FALSA

Ao contrário da afirmação do cantor, no Brasil não são 30 milhões de pessoas com o vírus, mas sim aproximadamente 866 mil pessoas vivendo com HIV, segundo o Ministério da Saúde. Entre elas, 593 mil estão em tratamento no país. Além disso, não faz o mínimo sentido colocar as doenças no mesmo patamar atualmente uma vez que o Covid-19 é considerado uma pandemia, enquanto a epidemia do HIV já foi estabilizada.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!