RJ: DJ inaugura ‘Boleia’, bar 100% pensando para lésbicas

Um empreendimento mais que necessário!

No último domingo, dia 08/03, a DJ Lela Gomes inaugurou o ‘Boleia’, o mais novo bar voltado para as lésbicas, localizado na zona sul carioca.

Lésbica e totalmente engajada nas causas LGBTs, a DJ Lela Gomes tornou seu sonho adolescente em realidade na data quando se celebra o Dia Internacional da Mulher. O bar ‘Boleia’ nasce de uma “demanda altamente reprimida”, diz a empresária.

“Não dava mais pra ficar frequentando lugares underground, meio gueto. Não tem por que a gente ficar se escondendo”, comenta a dona do bar que é explicitamente voltado para as lésbicas, a começar pelo nome: ‘Boleia’ . De caminhão. Uma brincadeira com a maneira como as lésbicas são chamadas: “caminhoneiras”. “Quis fazer uma brincadeira com essa coisa de as mulheres lésbicas serem chamadas de caminhoneiras. Vamos estacionar nossa boleia sendo muito felizes e tendo representatividade. Aqui tem tudo o que a sapatão gosta: cerveja de garrafa, sinuca, karaokê”, exemplifica Lela.

Localizado no número 55 da Rua Capitão Salomão, no Humaitá, zona sul do Rio, o estabelecimento conta somente com funcionárias mulheres, incluindo uma mulher trans. Cozinheira, caixa, garçonetes, gerente, chef de cozinha, assistentes, todas do gênero feminino. Na equipe do mais novo bar lésbico carioca, homem não entra. Porém, Lola avisa: “todos são bem-vindos, independentemente de sexo, desde que não tenham qualquer tipo de preconceito. Quero que as mulheres se sintam à vontade aqui, principalmente as que se relacionam com outras mulheres. É um lugar para que essas pessoas se sintam seguras e felizes sendo quem elas são. Como regredimos tanto nos últimos anos, acho que um lugar assim será acolhedor”.

As referências ao público alvo não ficam só no nome. Logo na entrada do bar há um corredor com neons nas cores do arco-íris. Em uma das paredes do salão tem a parte da frente de um caminhão recoberto com glitter roxo, em outra, um gravite com o rosto da parlamentar Marielle Franco. Um dos pontos altos da decoração é um luminoso neon com a frase “Rebuceteie-se”. A designer e grafiteira Dolores Esos assina as pinturas internas do bar, todas com temáticas que remetem ao universo lésbico.

Em tempos onde quadrinhos com beijo gay são retirados da Bienal, diversas peças, filmes e projetos artísticos com temática LGBT+ são censurados pelas autoridades locais, inaugurar um empreendimento explicitamente direcionado para o público lésbico é uma verdadeira ousadia. Tamanha ousadia já transformou o bar num verdadeiro fenômeno virtual e real. Em menos de uma semana de inauguração já são quase 10 mil seguidores no seu perfil no Instagram e filas na porta quase todas as noites. Seja por curiosidade, seja por representatividade, ou simplesmente por querer estar em um local diferenciado e totalmente pensando para o público lésbico, essa caminhão mal estacionou e já causou. ‘Boleia, um bar 100% pensado por mulheres e para mulheres. Aberto de terça a domingo, de 18h às 02h.

Arquiteto, DJ, VJ, Produtor de Eventos e redator colaborador de conteúdos sobre diversidade LGBTI+ do portal Pheeno.com.br! #MandaAssunto