Heath Ledger impediu piada homofóbica com ‘O Segredo de Brokeback Mountain’ na abertura do Oscar

O ator Jake Gyllenhaal contou, em entrevista à revista “Another Man”, que Heath Ledger impediu que “O Segredo de Brokeback Mountain” virasse piada no Oscar de 2007. Segundo Jake, os dois foram convidados para fazer o discurso de abertura, porém, Ledger recusou o convite, pois o script continha piadas homofóbicas relacionadas ao filme.

“”Quer dizer, eu lembro que eles queriam fazer a abertura do Prêmio da Academia naquele ano que era meio brincando sobre isso. E Heath recusou. Na época eu tava meio ‘Ah, tudo bem… tanto faz.’ Eu sempre sou tipo, ‘é só uma brincadeira’”, falou Gyllenhaal. “E Heath falou ‘Não é uma brincadeira para mim – eu não quero fazer piada nenhuma sobre isso.’ Era isso que eu amava no Heath. Ele nunca fazia piada. Alguém queria fazer uma brincadeira sobre a história ou qualquer coisa assim e ele ficava ‘Não, é sobre amor. Tipo, é isso cara. Não.'”

Segundo Gyllenhaal, Ledger também barrava qualquer piada homofóbica que fosse feita no set. Lançado em 2005, O Segredo de Brokeback Mountain narra o romance entre dois cowboys, vividos por Heath Ledger e Jake Gyllenhaal. O filme teve oito indicações ao Oscar do ano seguinte, e levou três prêmios em Melhor Roteiro Adaptado, Melhor Trilha Sonora para Gustavo Santaolalla (The Last of Us) e também Melhor Direção para Ang Lee (O Incrível Hulk).

Heath Ledger foi vítima de overdose em 2008. No mesmo ano, venceu seu primeiro Oscar em Melhor Ator Coadjuvante pelo Coringa de Batman: O Cavaleiro das Trevas. O prêmio foi entregue para sua família. Até hoje, Ledger é a única vitória póstuma da categoria.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!