“Ela fez lobby por mim”, desabafa Billy Porter sobre performance com Janelle Monáe no Oscar

A cantora queer Janelle Monáe precisou ‘lutar’ para que Billy Porter pudesse se apresentar com ela na cerimônia do Oscar 2020.

A cerimônia do Oscar deste teve uma performance de abertura emblemática da cantora Janelle Monáe, que contou com a participação especial da estrela de ‘Pose’ Billy Porter.

Janelle interpretou o número “The Oscar is so White” (‘O Oscar é tão Branco’, em português, posteriormente renomeado para “Come Alive”), no qual Billy Porte subiu ao palco para fazer sua versão de “I’m Still Standing”, música de Elton John.

Porém, a participação especial do ator não foi tão bem aceita, inicialmente. Na época, Monáe precisou falar diretamente com a Academia para que Porter pudesse participar do número de abertura.

Em recente entrevista para a revista ‘Vanity Fair’, na qual Janelle é capa, Billy Porter desabafou: “Havia sugestões diferentes e ela disse: ‘Só farei [a performance] se Billy participar. Ela fez lobby por mim”.

Arquiteto, DJ, VJ, Produtor de Eventos e redator colaborador de conteúdos sobre diversidade LGBTI+ do portal Pheeno.com.br! #MandaAssunto