Mãe de Cazuza proíbe que música do filho seja usada como tema de manifestações contra a democracia

Lucinha Araújo, mãe de Cazuza, se manifestou através da ONG Sociedade Viva Cazuza pedindo para que as músicas do filho não sejam tocadas e/ou cantadas em manifestações políticas contra a democracia.

A nota foi veiculada após apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) reproduzirem a música “Brasil”, de Cazuza em parceria com George Israel e Nilo Romero, em manifestações pedindo o fechamento do STF (Supremo Tribunal Federal) e do Congresso, no último domingo (03/05). Trata-se da composição com os versos “Brasil, mostra a tua cara/Quero ver quem paga/Pra gente ficar assim”.

Cazuza e sua mãe, Lucinha Araujo.

Segundo a nota, é inaceitável ver a canção ser usada junto a gritos de ordem e cartazes que pedem o fim da democracia. Por isso, com base no artigo 29 da Lei de Direitos do Autor (9610/1998), a Viva Cazuza publicou a proibição da execução de qualquer obra ou interpretação do artista em qualquer evento ou manifestação dessa natureza.

“Apoiamos a democracia e não atitudes violentas. Seguimos as orientações da OMS [Organização Mundial da Saúde] que recomenda que a população fique em casa, em isolamento, pensando no bem de todos, sendo solidários e trabalhando para diminuição do sofrimento e privação dos mais vulneráveis”, diz um trecho da nota.

A Viva Cazuza foi criada nos anos 1990 pelos pais do cantor, com intuito de dar assistência aos pacientes com Aids/HIV do Rio de Janeiro. Nesse período, a instituição passou a acolher crianças soropositivas abandonadas pelas famílias, passando também a atuar em prol do aumento de leitos para pacientes e assistência para adultos portadores do vírus. Durante a pandemia, a instituição vem trabalhando para arrecadar equipamentos de proteção e alimentos. Saiba mais em: vivacazuza.org.br

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!