CNN Brasil demite Leandro Narloch após comentários homofóbicos: “Desejamos sucesso na carreira”

Foto: Reprodução/CNN Brasil

Leandro Narloch não faz mais parte do time de comentaristas da CNN Brasil. Segundo o colunista Fefito, do UOL, a direção da emissora decidiu demitir o jornalista após comentar a permissão para LGBTs doarem sangue. Leandro falou em “opção sexual”, associou o HIV à promiscuidade e misturou os termos AIDS (a doença) e HIV (o vírus).

De acordo com a publicação, o jornalista está fora de todos os telejornais da emissora e ainda não há definição sobre o substituto para o posto. Criticado nas redes sociais, Narloch negou ser homofóbico, no entanto afirmou que existe, de fato, “opção sexual”, apesar de “não ter certeza” sobre isso. Procurada por Fefito, a emissora confirmou a dispensa de Narloch e enviou nota.

Confira a nota da CNN Brasil

“A CNN Brasil comunica que decidiu rescindir o contrato do jornalista e escritor Leandro Narloch. A empresa agradece pelos serviços prestados no período em que ele fez parte de nossa equipe de analistas e deseja sucesso no seguimento da carreira.”

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!