Alunos transgêneros, transexuais e travestis poderão adotar nomes sociais na UFRJ

Olha que bacana! A partir desta quinta-feira, 12, estudantes transgêneros, travestis e transexuais poderão usar o nome social em registros acadêmicos da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). De acordo com o jornal “O Globo”, a informação será publicada no boletim interno da universidade no dia 12 e já foi passada aos diretores da instituição.

O processo será bem simples. Os estudantes poderão cadastrar seu nome social no Sistema Integrado de Gestão Acadêmica (SIGA), onde fazem as inscrições em disciplinas, sem a necessidade do requerimento administrativo. Enquanto os menores de idade, devem ter a autorização dos responsáveis legais, sendo assim, poderão cadastrar o nome social na Divisão de Registro de Estudantes (DRE), além do reconhecimento de firma.

Ela valerá para diários de classe, listagens de presença, colação de grau, monografia e no Sistema Integrado de Gestão Acadêmica (SIGA). Documentos considerados oficiais pela universidade, como diplomas, certificados e boletins não estão incluídos na medida. Em atos acadêmicos, como colação de grau, defesa de monografia e solenidades de entrega de certificados, deverá ser usado, exclusivamente, o nome social. Mas, quando houver listas de assinatura nos atos acadêmicos, o nome civil deverá ser usado.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!