“Fui estuprado por 2 anos por motorista da van escolar”, revela Gabriel Leão

Ex-repórter da TV Atalaia, afiliada da Record em Sergipe, Gabriel Leão revelou que foi abusado sexualmente dos 13 aos 15 anos com um motorista de transporte escolar de Aracaju, município onde morava.

“Após esses dois anos sendo obrigado a fazer sexo com esse monstro, eu resolvi contar para a minha família que não acreditou em mim, pois a pessoa era de extrema confiança dos meus parentes. Aquilo me revoltou tanto que eu pedi a minha emancipação e fui morar no Rio de Janeiro, onde caí em depressão profunda, e após tentar contra a minha própria vida por duas vezes, resolvi vir pra São Paulo estudar e hoje me considero curado deste trauma”, afirmou ao site Ego Brazil.

Pelo Instagram, Gabriel contou o motivo de ter feito as revelações. “O intuito de expor este fato da minha vida é para evitar que milhares de pessoas que sofrem de depressão por conta de abuso sexual tomem coragem e denuncie. No meu caso eu reverti de outra forma, hoje poderia estar morto, mas sai da minha casa, larguei minha família e vim fazer minha vida em São Paulo. Pois então galera, antes de julgar ou ridicularizar tentem entender que isso é grave. Fiquem com Deus”, concluiu.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!