Sem apoio da prefeitura, 22ª Parada do Orgulho LGBT do Rio é adiada

Marcada para o dia 15 de outubro, na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, a 22ª Parada do Orgulho LGBT foi adiada! Segundo a coluna do Ancelmo Gois, do jornal O Globo, a nova data foi marcada para o dia 19 de novembro.

De acordo com a coluna, é que o prefeito Marcello Crivella não quer que a sua gestão patrocine o evento. Agora, os organizadores esperam conseguir, com parceiros privados, R$ 500 mil para uma “estrutura mínima” (de banheiros químicos à segurança).

Ainda segundo a reportagem, governo e Prefeitura do Rio devem por edições passadas da parada. Os valores são equivalentes a R$ 696 mil e R$ 68 mil, respectivamente.

Nota oficial da Prefeitura do Rio

“Prefeitura do Rio de Janeiro criou este ano o ‘Outubro da Diversidade’, mês que será voltado para ações LBGTs, incluindo a realização de diversas paradas, entre outras comemorações, como consta no Diário Oficial do Município de 26 de julho. Em relação à Parada de Copacabana, a Secretaria Municipal de Cultura autorizou em julho os organizadores deste evento a captarem junto à iniciativa privada R$ 895 mil, via Lei do Imposto Sobre Serviços (ISS), um tributo municipal, demonstração de que o prefeito Marcelo Crivella incentiva a realização de eventos que contribuam para o panorama de diversidade na Cidade do Rio de Janeiro.”

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!