Alexandre Frota entrou na Justiça para implantar prótese peniana

O ator Alexandre Frota enfrentou uma batalha judicial contra uma empresa de plano de saúde para implantar uma prótese peniana. Segundo informações da Revista Fórum, o caso aconteceu em 2014, mas apenas agora deixou de ser segredo, quando a decisão de tornou pública.

De acordo com o processo, Frota foi ao consultório médico com muita dor na região peniano e próxima ao escroto. No local, relatou “dificuldades extremas em obter uma ereção peniana satisfatória, que permitisse ao mesmo a realização do ato sexual”. O médico o diagnosticou como portador de disfunção erétil causada por doença erétil venosa e doença peyronie.

Mesmo com medicamentos, o médico indicou uma prótese peniana. No entanto, o plano propôs pagar por um exemplar não inflável. Contudo, na petição, o modelo “além de não restabelecer as funções físicas de forma satisfatória, pois não atinge o mesmo nível de ereção e espessura de uma prótese inflável de 3 volumes, causa inibição e constrangimento ao paciente, pois o pênis permanecerá sempre em posição de ereção, o que pode provocar constrangimentos psicológicos em locais de convívio social como praias, piscinas, saunas”.

Antes de o caso ir a julgamento, Frota e o plano de saúde fizeram um acordo. A empresa assumiu as despesas cirúrgicas e os honorários advocatícios. Ironicamente, o ex-ator pornô usa a disfunção erétil como uma arma de ataque conta pessoas que têm um posicionamento político diferente. Ele já chamou o jornalista Juca Kfouri, por exemplo, de “pinto mole”.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!