Atleta argentino pode ficar cego depois de agressões por “comportamento gay”

Um atleta de rúgbi pode perder um olho depois de ser agredido por sete pessoas depois de sair dançando de um restaurante. Segundo Jonathan Castellari, de 25 anos, o motivo seria a exibição de um “comportamento gay”.

O atleta e um amigo foram cercados e xingados. Ao chegarem no estacionamento, Jonathan e o amigo foram abordados por sete pessoas, recebendo golpes repetidamente na cabeça, sendo xingado durante as agressões, segundo o jornal La Nacion. Internado em hospital com lesões no olho, Castellari pode ter de passar por uma cirurgia e denunciou o caráter homofóbico do ataque.

Sebastián, o amigo que o acompanhava, afirmou que tentou contactar a polícia, mas não teve sucesso em encontrar atendimento. O caso gerou protestos de entidades LGBT e de autoridades de Buenos Aires. Jonathan e Sebastián são atletas do Ciervos Pampas Rugby Club, equipe que nasceu há cinco anos e apoia, abertamente, as causas LGBT.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!