Pesquisa mostra que 1 em cada 4 jovens gays no Brasil nunca ouviu falar de remédios para prevenir HIV

Uma enquete realizada no Brasil pelo Unaids (Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids) e o aplicativo de relacionamentos gays Hornet mostra que os jovens homossexuais têm menos conhecimento sobre a Profilaxia Pré-exposição, a PrEP, do que os adultos.

Em pequisa que entrevistou 3218 usuários do software, um em cada quatro homens de 18 a 25 anos (24%) disse nunca ter ouvido falar desta forma de prevenção do HIV. Entre os participantes da enquete com idade entre 31 e 40 anos, a proporção cai para um em cada dez. Quando consideradas todas faixas etárias, 15% dos usuários do Hornet desconhecem a PrEP, que consiste na utilização de medicamentos antirretrovirais por pessoas HIV negativas para evitar que contraiam o vírus. Utilizados corretamente, os remédios são altamente efetivos para prevenir o HIV.

O levantamento feito online com os usuários do aplicativo teve como objetivo coletar dados para apoiar ações de conscientização sobre prevenção combinada — quando mais de um método para evitar a infecção pelo HIV são usados por um indivíduo. A enquete verificou também diferenças de conhecimento sobre a PrEP entre as regiões do país. Os participantes do Nordeste e Norte, por exemplo, apresentaram os menores percentuais de conhecimento sobre a PrEP: 77% e 81%, respectivamente.

A oferta da PrEP na rede pública foi recentemente implementada pelo Ministério da Saúde — o que tornou o Brasil o primeiro país da América Latina a adotar a disponibilização do medicamento como parte de uma política pública de prevenção combinada.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!