Gays estão sendo atacados após marcar encontros pelo Grindr

Todo cuidado é puco na hora de marcar encontro com alguém de aplicativos, principalmente quando você não faz ideia da pessoa que está digitando do outro lado da tela do celular. Em alguns casos, pessoas mal intencionadas usam aplicativos para destilar sua intolerância.

Um dos casos mais recentes aconteceu com um jovem de 28 anos, morador da Holanda. A vítima conta que foi atacado por um grupo de 16 pessoas após marcar um encontro pelo Grindr. Segundo ele, que preferiu manter a identidade em segredo com medo de represálias, lembra que marcou de se encontrar com um homem no estacionamento de um clube de futebol na noite da sexta-feira (30/04).

“Ele propôs ir a sua casa, que seria nas proximidades”, contou em entrevista ao jornal local, AD. Segundo a vítima, o ataque aconteceu enquanto ele deixava o estacionamento. O rapaz usava um casaso bastante grosso, o que ajudou a amortecer os golpes, mas saiu com ferimentos no rosto e ficou inconsciente. Ele foi levado ao hospital, mas se recupera em casa.

Já no dia seguinte, foi a vez de um outro jovem ser atacado após marcar encontro pelo aplicativo. Segundo a polícia, a vítima quase foi torturada, mas acabou conseguindo escapar a tempo. Wouter Kolff, prefeito da cidade, garantiu que a polícia está investigando se os ataques têm alguma relação e pediu para que as pessoas tenham segurança no momento de marcar encontros.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!