Rio de Janeiro pode ter presídio exclusivo para população LGBT

A Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) do Rio de Janeiro começa a estudar a criação de um presídio exclusivo para LGBTs no estado. Atualmente, os detentos com esse perfil estão em diversas cadeias do sistema penitenciário carioca.

A medida vai ser pauta para a Coordenação de Unidades Prisionais Femininas e Cidadania LGBT, criada nesta semana. Em entrevista ao jornal “Extra”, Ana Cristina Faulhaber, coordenadora do novo setor, afirmou que primeiro será feito um estudo desta população carcerária no sistema e os detentos serão consultados.

“Precisamos ouvir o que os presos acham da ideia. Não se cria qualquer política sem ir na população e ver qual é a necessidade dela. Precisamos estudar todos os dados e políticas possíveis”, afirmou à publicação.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!