Rio registra no 1º trimestre de 2018 mais denúncias de agressões contra LGBTs do que em todo 2017

O Dia Mundial de Luta Contra a Homofobia, celebrado nesta quinta-feira, é marcado pelo aumento no número de agressões físicas contra a comunidade LGBT. Dados da prefeitura do Rio indicam que foram registrados ao menos 30 denúncias de agressão nos três primeiros meses deste ano, um aumento de 66,6% em relação ao mesmo período de 2017, quando foram registrados 18 casos, informa a Coordenadoria Especial de Diversidade Social (Ceds) do município.

Os três primeiros também registram um aumento das denúncias quando comparado com todos os casos recebidos pela coordenadoria ao longo de 2017. Em todo o ano passado, o órgão registrou 27 casos de agressão física, além de outros 59 atendimentos a reclamações como preconceito em estabelecimentos comerciais, órgãos públicos, família, vizinhos, local de trabalho e instituições de ensino.

É possível denunciar casos de homofobia à coordenadoria através do telefone ‭2976-9186‬, pelo e-mail “cedsrio@gmail.com” ou diretamente no órgão, localizado no Palácio da Cidade (Rua São Clemente 360), em Botafogo, Zona Sul do Rio.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!