“Jogadores não se assumem gays porque têm vergonha”, diz atleta belga

Conhecido pelo estilo bad boy e por ser polêmico, Radja Nainggolan foi deixado de fora da seleção da Bélgica que estará na Copa do Mundo de 2018, na Rússia. De férias, o atleta foi convidado para participar do programa de TV “Gert Late Night”, atração do seu país, e abriu o verbo sobre vários temas, entre eles a homossexualidade.

O jogador afirmou que a presença de gays no futebol não acontece porque os atletas sentem medo de se assumir. “Os jogadores não se assumem gays porque têm vergonha. Eles não se sentiriam confortáveis. O futebol é conhecido pelas belas mulheres que o rodeiam”, disse o atleta, que sempre combate a homofobia.

Uma das irmãs de Nainggolan, Riana, é homossexual e também joga futebol. O meia também já foi visto várias vezes em eventos na Gay Village de Roma acompanhado de amigos

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!