Escola censura apresentação de aluno gay como drag queen por ser “inapropriada”

Fã de “RuPaul’s Drag Race”, o estudante Lewis Bailey, de 14 anos, planejava participar de um concurso de talentos da sua escola como a sua drag Athena Heart, porém a direção do colégio afirmou que “não era uma apresentação apropriada”.

“Eles alegam que é porque é ilegal – mas acho que o motivo real é que eles não me aceitam por ser quem eu sou”, disse o aluno em entrevista ao jornal Dudley News. A mãe de Lewis, Natalie, acrescentou: “Acho que a escola está sendo preconceituosa. Não existe lei que proiba se passar por uma mulher e dançar.Não encontramos nada em lugar algum que diga isso”.

“Lewis planejava usar uma peruca floral e outra longa e prateada para sua performance, além de um par de saltos altos que sua avó lhe deu de presente. Esta teria sido sua primeira apresentação em público”, completou. Lewis revelou ser gay para sua mãe e seu padrasto no ano passado, e ambos os pais apoiaram sua vontade de ser drag.

Em comunicado, a diretora da Castle Academy afirmou que a instituição tem uma postura “inclusiva que celebra a diversidade”, e que tomou a atitude quanto a performance de Lewis por julgar inapropriado para a sua idade. “Nós respeitamos a longa tradição de representação feminina no teatro, no entanto, para aparecer como uma drag queen, vai além disso.”

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!