Leonardo Vieira explica decisão de deixar o Brasil: “Sofri ameaça de morte por ser eu”

O ator Leonardo Vieira concedeu entrevista exclusiva ao jornal Extra e revelou que um dos motivos que o levou a sair do Brasil e ir morar em Portugal com o marido foi o fato de ter recebido ameaças de morte após sair do armário.

“Em Portugal, a homofobia é bem menor que no Brasil, eu não sofro ameaças de morte por ser eu, como já aconteceu no meu país. Aqui, a morte de alguém por violência é notícia por semanas, pois não é como no Brasil, que se morre por bala perdida todos dias”, explicou o galã de 50 anos. Ele também compartilhou um pouco da realidade da violência no país lusitano. “Aqui me sinto seguro de ir e vir, seja dia ou noite. Não ando com medo de ser assaltado e até mesmo assassinado durante um assalto. Não tenho medo da polícia e de sofrer extorsão por ela”.

Leonardo também fez uma comparação entre os governos do Brasil e de Portugal. Hoje em dia, o país europeu tem no poder um socialista. “Aqui não há um presidente que faz cortes na educação e estimula o uso de armas por crianças. Aqui em Portugal a extrema direita não está no poder. Esses são alguns dos motivos e já são o suficiente para eu ter escolhido morar em Portugal”, revelou.

Apesar de estar feliz com a mudança, o galã não descarta totalmente a possibilidade de voltar durante uma temporada. “Voltarei ao Brasil para visitar a família, amigos, para o Natal e para trabalhar, caso receba algum convite. Mas a minha casa agora é aqui em Portugal”, afirmou ele!

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!