Aguinaldo Silva revela que censura quase barrou casal lésbico em “Vale Tudo”: “Chiou muito mas acabou deixando passar”

Foto: Reprodução/Twitter

Aguinaldo Silva relembrou um fato envolvendo o casal lésbico de “Vale Tudo”. O autor, que escreveu a clássica novela ao lado de Gilberto Braga e Leonor Basséres, revelou que a censura na época quase barrou a história de Cecília (Lala Deheinzelin) e Laís (Cristina Prochaska).

“Em 1988 já abordávamos o tema, que então era proibido. Na época havia Censura, que chiou muito, mas acabou deixando passar”, revelou Aguinaldo em post no Twitter na sexta (14/08).

Na trama, Cecília morre no meio da novela e uma discussão moral sobre quem deveria ficar com a herança, a companheira Laís ou o irmão Marco Aurélio, entrou em cena. “A gente era levada a fazer a cena com sensualidade menos evidente para evitar uma censura maior. Lembro de ter lido cena de beijo na boca, selinho, mas não lembro de ter gravado”, afirmou a atriz Cristina Prochaska em entrevista ao uol em 2013.

“O público, no entanto, torcia pela Laís. Diziam que sentiam muito e que o direito da herança era ‘meu’. A Laís conquistou o público porque era fofa, não uma sapatão maluca”, disse Cristina.

“Vale Tudo” voltou a cair nas graças do público após estrear no catálogo da Globoplay.

Confira o tweet de Aguinaldo Silva

VEJA + NO PHEENO TV

Thiago Araujo é editor-chefe e criador do Pheeno! Referência no cenário pop LGBTQIA+ nacional, o carioca de 30 anos é jornalista e empresário do ramo do entretenimento, além de agitar as pistas como DJ mundo afora!