Após pressão, Oscar vai exigir mais diversidade em indicados a categoria de melhor filme

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas dos Estados Unidos revelou nesta terça-feira (08/09), em um anúncio histórico, novas exigências para que produções com mais diversidade sejam indicadas à categoria de melhor filme do Oscar a partir de 2024.

A nova regra determina que, para ganhar o prêmio, um filme terá que empregar uma cota mínima de representantes de minorias no elenco, na equipe ou na área administrativa. Outra critério é a trama abordar diretamente temas ligados a esses grupos.

Os padrões foram divididos em quatro pilares. O primeiro é Representação na Tela, nos Temas e nas Narrativas. Isto significa que os filmes deverão possuir ao menos uma das seguintes características: atores principais ou coadjuvantes importantes de grupos raciais “sub-representados”, mínimo de 30% dos atores em papéis secundários sendo mulheres, LGBTQ +, de grupos de diferentes etnias e/ou pessoas com deficiências cognitivas ou físicas; ou ainda ter um dos enredos centrado em um destes grupos.

O segundo critério estipula que, nos bastidores, figuras de chefia ou membros da equipe técnica sejam oriundos de grupos historicamente desfavorecidos. Isso inclui também mulheres, LGBT e deficientes físicos. Já as duas outras medidas dizem respeito à oferta de estágios e treinamento a trabalhadores sub-representados, e diversidade nas equipes de marketing e distribuição do filme.

As exigências serão observadas a partir de fiscalizações das gravações e do diálogo entre a Academia e cineastas e distribuidoras. As novas regras são baseadas nas normas implementadas pelos prêmios BAFTA do Reino Unido e foram “criadas para fomentar a representação equitativa dentro e fora da tela para refletir melhor a diversidade da audiência que assiste aos filmes”, explicou a Academia.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!