Depois de culpar homossexuais por pandemia, líder religioso da Ucrânia anuncia que está com Covid-19

Depois de afirmar que o casamento entre homossexuais é culpado pela pandemia do coronavírus, o líder da Igreja Ortodoxa da Ucrânia, o patriarca Filaret, testou positivo para a Covid-19. O anúncio foi feito na última sexta-feira (04/09), pela própria instituição.

Em março, na fase inicial da doença, Filaret afirmou que ela é “a punição de Deus pelos pecados do homem, pelos pecados da humanidade“. “Estou falando de casamento entre pessoas do mesmo sexo“, acrescentou ele durante entrevista para programa de TV local. Por meio de nota, a Igreja Ortodoxa Ucraniana disse que o patriarca tem estado de saúde satisfatório e pediu orações ao líder religioso.

Na época da declaração, a igreja apoiou suas declarações, dizendo que ele tem liberdade para “expressar suas visões“. O Insight, grupo de direitos da população LGBTQ+ local, abriu um processo em abril contra Filaret por conta de suas falas. É importante ressaltar que a Ucrânia é um dos países com menor segurança para a comunidade LGBTQ+ na Europa.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!