DJ Feeling faz reflexão após contratante dizer que seu cachê era muito caro: “Nunca vi festa servir Dolly”

O DJ Feeling usou suas redes sociais para fazer um desabafo nesta quinta (26/11) após receber resposta de um orçamento que o chamou de “muito caro”. Ele revela no texto que esse tipo de comentário é recorrente.

“A pandemia foi um trauma pro nosso setor, mas trouxe muitas lições, posso ter cometido muitos erros, mas uma coisa acredito que fiz certo: eu nunca cobrei errado. Sabe, nossa profissão é rentável. Como DJs, não somos CLT, somos passíveis de lidar com altos e baixos da nossa marca. E o nosso ‘salário’ tem que ser suficiente pra nos manter nessas adversidades, tanto as contas, quanto nosso rodízio de japa”, afirma.

Ele, então, pondera que o papel do contratante é negociar valores, mas que só depende do artista posicionar sua marca. E propõe uma auto-analise: “Se tu fosse um refrigerante qual marca você seria?”, ele questiona.

“Não tenham medo, se vocês, que são incríveis, forem Coca-Cola. Eu nunca vi uma festa servir Dolly, e nem público ir atrás de uma”, concluí Feeling.

Feeling, nome artístico de Jonatas Osório, ainda revela que sofreu bullying de colegas de profissão e que isso o abalou muito. “Em alguns momentos da minha carreira (na época dos figurinos), fui zoado por outros DJs e aquilo me traumatizou… e tipo, fora do personagem sou um cara super inseguro e tímido”, finaliza.

CONFIRA

Queridos DJs, queria compartilhar uma reflexão com vocês que pode ser útil pra todos nós, especialmente nesta retomada…

Posted by Jônatas Osório on Wednesday, November 25, 2020

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!