Tailândia proíbe pornografia online e população sai às ruas para protestar: “Temos o direito de escolher”

Milhares de tailandeses foram às ruas nesta terça-feira (03/11) para protestar contra uma medida do governo que proibiu o Pornhub e outros 190 sites exibam pornografia no país. Por conta da decisão, manifestantes se reuniram em frente ao Ministério da Economia e Sociedade Digital contra a nova legislação, considerada como censura. 

Segundo o ministro de Assuntos Digitais, Puttipong Punnakanta, o bloqueio é parte dos esforços para restringir o acesso a sites pornôs e de apostas, ilegais nos termos da lei de crimes cibernéticos do país. Usuários tailandeses subiram a hashtag #SavePornhub no Twitter e criticaram o fechamento do acesso ao site. Um grupo de ativistas chamado Partido Anônimo também se pronunciou a respeito da proibição. “Queremos reivindicar o Pornhub. As pessoas têm o direito de escolher.

Segundo informações do portal Reuters, a Tailândia foi um dos 20 maiores mercados em tráfego diário de usuários para o Pornhub em 2019 e tem uma indústria sexual conhecida globalmente. De acordo com o Pornhub, os usuários tailandeses passaram mais tempo no site no ano passado do que qualquer lugar do mundo.

Já segundo publicação do The Sun, o bloqueio fez a busca pela chamada VPN, Redes Privadas Virtuais, aumentar, pois elas permitem burlar o sistema que impede o acesso à páginas na web. Representantes do Pornhub não comentaram assunto.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!