Pelo celular, presidiário do Amapá usava perfil falso para seduzir homens da Europa e da Ásia por dinheiro

Um preso de 34 anos do Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen) foi indiciado nesta segunda-feira (26/04) pelo crime de estelionato ao utilizar perfil falso em um aplicativo de mensagens. Segundo a Polícia Civil, ele se passava por mulheres e seduzia homens do Brasil e de países no exterior, entre eles Portugal, Síria e Suriname.

O indiciado aplicava o golpe do perfil falso, isto é, criava perfis falsos de mulheres jovens em redes sociais e tentava atrair homens para conversas e seduzir. Aos poucos ia criando uma relação de afeto e começavam a trocar fotos, até mesmo íntimas, momento em que o interno passava a pedir dinheiro para continuar enviando imagens ou alegava que o celular precisava de reparos”, explicou o delegado Leonardo Alves, responsável pelas investigações. Segundo ele, entre fevereiro e março deste ano, o homem utilizou o perfil para trocar mensagens com outros 13 homens.

Conforme a investigação, 10 das vítimas são do Amapá e outros municípios do estado e 3 estrangeiros de Portugal, Síria e Suriname. O valor obtido ilegalmente não foi informado. Ainda de acordo com Alves, o interno passou a ser investigado após ser preso, em março, por ter sido encontrado com algumas porções de droga.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!