Militares viram réus após comentários homofóbicos contra beijo gay em formatura da PM no DF

A Justiça do Distrito Federal aceitou, nesta terça-feira (11/05), as denúncias contra 11 pessoas pelo crime de homofobia, por conta de comentários preconceituosos feitos após dois policiais militares gays beijarem os companheiros durante uma formatura da corporação.

Segundo informações do G1, todos agora respondem por “praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião, origem, condição de pessoa idosa ou com deficiência, gênero, sexo, orientação sexual ou identidade de gênero“. Como o crime foi cometido pelas redes sociais, a pena prevista é de dois a cinco anos de reclusão e multa. Entre os denunciados estão seis policiais militares, um bombeiro, e outras quatro pessoas.

O caso ocorreu no dia 11 de janeiro de 2020, quando as imagens dos casais gays foram publicadas nas suas respectivas redes sociais. A imagem, formatura de novos soldados da corporação, causou polêmica e provocou uma série de comentários preconceituosos. Em um áudio divulgado por um PM da reserva que não teve a identidade revelada, ele afirma que a demonstração de carinho é uma “avacalhação” da corporação.

O problema, meus amigos, é o seguinte, observando os passos desse pessoal aí. Não tenho nada a ver com a sexualidade deles, a porção terminal do intestino é deles e eles fazem o que quiserem. Agora, uma coisa é o que se faz quando se está fardado. Nos nossos regulamentos aprendemos sempre que se deve preservar a honra e o pundonor Policial Militar. Então é isso que foi quebrado ali. Aquela avacalhação, aquela frescura ali poderia ser evitada“, diz na mensagem. Em uma outra rede social, uma policial militar que está entre os denunciados escreveu: “Repugnante… esses aí não tem moral nem pra catar cocô de cachorro. Imagina fazer abordagens“.

Após a polêmica, os PMs que publicaram a foto do beijo nas redes sociais relataram medo de represálias na corporação. Também disseram que foram proibidos de comentar o caso pelos superiores.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!