André Leme reflete sobre a bissexualidade: “Quando o homem tem relação homo já é logo taxado de gay”

Conversamos com André Leme, de 27 anos! O paulistano afirma que demorou a aceitar que era um homem bissexual. Isso porque, após ter relações homossexuais, acreditou que só poderia ser gay. “A sociedade aceita as mulheres serem bi, mas os homens já são logo taxados de gay“, reflete.

Ele afirma que sempre foi uma pessoa muito sexual e que começou a trabalhar como garoto de programa para complementar a renda. Mas deixa claro que quem escolhe os clientes é ele. “Eu criei o meu próprio filtro. Quando a pessoa paga pelo meu tempo, eu vou oferecer tudo que tenho disponível e ela tiver interesse: conversar, massagem, carinho, sexo“, revela. Ainda afirma que foi com a prostituição que conseguiu conhecer cidades e paraísos. “Eu que nasci pobre, miserável… Em quanto tempo eu levaria trabalhando em um shopping para sonhar com viagens assim?“, dispara.

Confira

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!