Atlas antes do pornô: “Tinha meses que saía com 100 caras, nem me masturbava para economizar”

Conversamos com o produtor de conteúdo adulto Atlas Xavier, de 22 anos! O brasiliense é um dos atuais destaques do pornô gay brasileiro e começou a carreira como garoto de programa. Ele abriu o jogo sobre os altos e baixos da vida vendendo o corpo e assume que por muitas vezes não se sentia seguro.

Tinha meses que saía com 100 caras, nem me masturbava para economizar. Não conseguia ter vida pessoal“, revela. Mas Atlas conseguiu largar a prostituição e virar o jogo quando começou produzir e participar de filmes adultos. Ele ainda fala sobre ser versátil no mercado. “Achava que iam me comprar só sendo ativo, mas vi que atualmente esperam de mim a versatilidade”.

Confira

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!