Mister Taubaté relata episódio de homofobia em concurso de beleza: “Voltei chorando pra casa”

Eleito Mister Taubaté 2021, William Sousa, disse que sofreu um episódio de homofobia na final do concurso Mister São Paulo CNB, que aconteceu no sábado (05/06), em São José do Rio Preto (SP). Em conversa com o UOL, o modelo deu detalhes sobre o ocorrido.

William conta que, um dia após o evento, o coordenador do concurso, André Cruz, o chamou para uma conversa informal e disse que ele tinha “tudo para ganhar”, no entanto, o fato dele ser gay o impediu. “Ele falou assim: ‘William, eu vou te falar uma coisa. […] O mister tem que ser homem, sabe por quê? O público não aceita gay. Os jurados não aceitam gays. E você que tem trejeitos. […] Para você ser mister tem que ser pegador, tem que ser homem’, começou a falar nesses termos”, relatou William em entrevista ao portal. “Isso mexeu muito comigo. Quem é homossexual, quando sofre preconceito, é uma coisa muito difícil da gente lidar psicologicamente. Eu voltei chorando muito [para minha casa]”, declarou o modelo, que abriu boletim de ocorrência contra o coordenador e relatou o caso na internet.

Ainda segundo William, tanto ele quanto outros candidatos gays, foram orientados a retirar fotos dos namorados em seus perfis. “[Pediram para] Evitar ficar mostrando que a gente era gay nas redes sociais, porque ‘o concurso não gostava’. Eu tive que ir sem aliança de casamento, fingir que era solteiro”, declarou o mister.

Procurado pela UOL, André negou as acusações. “Jamais [seríamos homofóbicos]. Eu sou gay, jamais teria isso. Essa edição foi a que mais teve candidatos gays no concurso. […] Existem dois misters São Paulo gays, jamais a gente ia rotular a homossexualidade“, afirmou o coordenador do concurso. “Pelo contrário, mister não tem que ser pegador, ele pode pegar quem ele quiser, mas só para ele, não outras pessoas. O mister é um exemplo de pessoa para a sociedade, de atitude, de fazer o bem“.

Após as afirmações, na noite de segunda (07/06) o perfil do Instagram do Mister São Paulo CNB fez uma série de declarações, repostadas por André Cruz e também por Henrique Fontes, diretor do Concurso Nacional de Beleza (CNB), negando as alegações. Além disso, o perfil oficial do evento nacional alterou o ícone do Instagram para as cores da bandeira LGBTQIA+.

VEJA + NO PHEENO TV

O Pheeno.com.br é um portal de notícias, estilo de vida e entretenimento LGBT do Rio de Janeiro, antenado também em tudo que acontece de importante para o segmento no Brasil e no mundo!