CBF cumpre decisão judicial e se pronuncia sobre motivo de seleção não ter um camisa 24

A CBF respondeu na Justiça ao pedido do Arco-Íris de Cidadania LGBT de esclarecimento sobre ser a única seleção a não usar a camisa 24 na Copa América. A exigência foi do juiz Ricardo Cyfer, da 10ª Vara Cível, que chegou a fixar multa diária de R$ 800 caso não tivesse resposta. De acordo com a entidade, a decisão foi “desportiva” e “por mera liberalidade” do jogado Douglas Luiz, que optou por usar a camisa 25.

A comissão técnica sentiu-se confortável em convocar apenas mais um jogador, além dos 23 inicialmente inscritos, e, para esse jogador, em razão de sua posição (meio-campo) e por mera liberalidade, optou-se pelo número 25. Como poderia ter sido 24, 26, 27 ou 28, a depender da posição desportiva do jogador convocado: em regra, numeração mais baixa para os defensores, mediana para volantes e meio campo, e mais alta para os atacantes“, escreveu a CBF, em trecho de sua resposta publicada pelo site “Esporte News Mundo“. A defesa também ressalta que está “comprometida não apenas em gerir o futebol de forma a promover o desenvolvimento social e a redução de desigualdades econômicas e regionais, como também com o repúdio ao racismo, à xenofobia e a quaisquer outras formas de discriminação e intolerância social, política, sexual, religiosa e socioeconômica“. O departamento jurídico da CBF ainda citou as ações em redes sociais contra o preconceito realizadas pela entidade.

A decisão faz parte de uma ação movida pelo grupo Arco-Íris de Cidadania LGBT, que alega que o fato de a numeração da seleção do país pular o número trata-se de uma “ofensa à comunidade LGBT” e a uma “atitude homofóbica”. O escritório NN Advogados, que representa o grupo, informou que está analisando os próximos passos.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!