Homem pagou R$ 38 mil para mandar matar ex a tiros no PR; delegada cita homofobia como motivação do crime

O ex-marido de Ana Paula CampestriniWagner Oganauskasfoi indiciado por homicídio da ex-esposa nesta manhã de segunda-feira (05/07), em Curitiba. Além dele, Marcos Antônio Ramon, acusado de ser o responsável pelos tiros, também foi indiciado pelo mesmo crime. Ana foi morta a tiros no dia 22 de junho quando chegava em casa.

Wagner foi indiciado por homicídio, com as qualificadoras de motivo torpe, meio cruel, impossibilidade de defesa da vítima, para assegurar a vantagem de outro crime e feminicídio. No relatório do indiciamento do suspeito, a delegada Tathiana Guzella citou que homofobia foi uma das motivações do crime. Segundo as investigações, Wagner e Ana se divorciaram após a vítima assumir ser homossexual. “Eu nunca peguei um feminicidio com fundo homofóbico tão latente. A vitima buscava ser feliz e que tinha companheira, mas que não era permitida essa divisão de família. Esse impedimento de estar com os filhos por essa questão homofóbica”, disse a delegada a delegada Tathiana Guzella.

Segundo a polícia, Marcos Antônio recebeu R$ 38 mil de Wagner para matar a Ana Paula. “Restou provado que, os motivos do crime, para o atirador Marcos, era a paga no montante de R$ 38 mil, podendo, tal valor, ser maior, ainda pendente dos extratos bancários não disponibilizados. Já para Wagner, restam claros que os motivos principais passam pela questão patrimonial, pelo sentimento homofóbico e, ainda, para não ‘dividir’ os filhos com a vítima“, assinalou a delegada.

O assassinato aconteceu no dia 22 de junho, na entrada de um condomínio no bairro Santa Cândida, em Curitiba, enquanto Ana Paula chegava ao estacionamento do residencial. Imagens das câmeras de segurança flagraram o momento em que um homem de motocicleta vermelha para ao lado da janela do motorista, onde estava a vítima, e efetua diversos disparos. Nas imagens, é possível ver que Ana Paula e o atirador não trocam nenhuma palavra e a mulher nem chega a baixar os vidros do veículo. Logo após os disparos, o suspeito foge sem levar nada do carro. Wagner e Marcos foram presos na manhã do dia 24 de junho.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!