Jennifer Tilly revela que estúdio reclamou que ‘O Filho de Chucky’ era um filme “muito gay”

Conhecida por seu papel icônico como Tiffany na saga “Brinquedo Assassino“, Jennifer Tilly revelou detalhes do filme “O Filho de Chucky”, produzido em 2004.

Segundo a atriz, hoje com 63 anos, dentre as anotações feitas pela Universal Pictures, uma delas afirmava que o longa-metragem era “muito gay” e que Tilly tinha muito tempo de tela. “Eu meio que entendi que não poderia interpretar Tiffany para sempre… E depois de ‘O Filho de Chucky’, o estúdio dizia: ‘isso é muito gay, isso é muito engraçado, e tem muito de Jennifer Tilly’, porque ‘O Filho de Chucky’ foi como o ápice gay em que tínhamos John Waters e a criança genderfluid e eu andando por aí, fazendo piadas, e eu era uma boneca e Jennifer Tilly“, disse em entrevista ao ao ComicBook.com.

Então, eles ficaram: ‘OK, você se divertiu. Vamos deixar isso de lado’. Eu entendi que seria uma nova situação”, recordou a atriz, que hoje faz parte do elenco da recém-estreada série “Chucky”. No Brasil, a série se encontra com seis episódios disponíveis para o público, através da plataforma Star+.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!