Modelo denuncia transfobia em bar de Belo Horizonte: “Homem vestido de mulher não é do sexo feminino”

A modelo Anthonella Carvalho, de 24 anos, denuncia ter sido alvo de transfobia dentro do Beagá Rooftop, um espaço de eventos na região da Pampulha, em Belo Horizonte, no sábado (18/12). Segundo a jovem, ela foi impedida, por uma segurança, de entrar em um local destinado às mulheres por ser “homem vestido de mulher“.

Anthonella contou que chegou ao local por volta das 15h30 e foi revistada por um segurança. Ao chegar à mesa reservada, viu que tinham apenas quatro pessoas e que a maioria dos amigos havia ido para o espaço open bar. Até que ela resolveu ir até lá. Nesse local, uma segurança interveio e disse que homem não poderia ficar, se referindo ao aniversariante do dia. Anthonella falou que ele entendeu e deixou o ambiente, contudo, a funcionária terceirizada determinou ainda que todos saíssem do open bar inclusive ela por ser “homem vestido de mulher“. “Homem vestido de mulher não é do sexo feminino“, falou a segurança para a modelo trans.

Anthonella conta que nesse momento ficou “atônita“, não conseguiu dizer nada e que somente chorava. Segundo a modelo, um dos proprietários do bar se apresentou, pediu desculpas pelo ocorrido e ofereceu um drinque de cortesia, mas Anthonella e os amigos preferiram ir embora. “Optamos por não ficar mais por causa do constrangimento que eu passei“, relembra a modelo. Ela disse que a casa devolveu os R$ 20 pagos para entrar e que a festa de aniversário do amigo foi celebrada em outro local. Abalada a vítima foi à Polícia Militar na tarde desta segunda-feira (20/12) e registrou um boletim de ocorrência.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!