No Ceará, fotógrafo é esfaqueado até a morte pelo próprio irmão por não aceitar sexualidade da vítima

Um homem de 46 anos foi preso na madrugada desta quarta-feira (12/01) suspeito de ter matado a facadas o próprio irmão, o fotógrafo Idamar Lima Pereira, de 36 anos, por não aceitar que a vítima era homossexual. O crime ocorreu na terça-feira (11/01), no bairro Jardim Oásis, em Iguatu (CE).

O fotógrafo foi encontrado ensanguentado e sem vida por vigilantes de um posto de saúde do Bairro Jardim Oásis, em Iguatu. Segundo a Polícia Militar, ele estava caído ao solo e tinha duas perfurações (uma no pescoço e outra no tórax), provocadas por uma arma branca. O irmão que prestou depoimento ainda afirmou que o suspeito seria usuário de drogas e teria problemas psicológicos. Idamar Lima faria 37 anos em um mês, no dia 10 de fevereiro. Ele atuava como fotógrafo de eventos sociais, como aniversários e casamentos, e ainda fazia ensaios de gestantes e de debutantes.

José Elidomar Pereira Lima não resistiu a prisão e foi encaminhado para a Delegacia Regional de Iguatu. Na delegacia, ele foi autuado por homicídio qualificado pelo motivo torpe, em razão dos indícios de conduta homofóbica por parte do investigado. A polícia segue investigando outras motivações relacionadas ao crime.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!