Líder da CasaNem, Indianarae Siqueira conquista retificação não-binarie aos 50 anos

A ativista LGBTQIA+ Indianarae Siqueira conquistou a retificação civil de sua certidão de nascimento, aos 50 anos de idade. Indianarae recebeu o documento de um cartório de Paranaguá, sua cidade natal, no Paraná, que a fez voltar no tempo e “renascer”.

Indianarae é um dos grandes expoentes da luta por direitos das mulheres trans no Brasil, o país que mais mata transgêneros no mundo. Presidente do grupo Transrevolução, ela decidiu fundar a Casa Nem em 2015, um abrigo voltado para o acolhimento de pessoas LGBTQIA+ em situação de vulnerabilidade social. O trabalho de Indianara foi reconhecido em 2019 pela Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, que lhe concedeu o Prêmio à Diversidade, Direito e Respeito à Cidadania. Ela também concorreu ao cargo de vereadora da capital carioca em 2016 e, novamente, em 2020.

Indinarae vem trabalhando na produção de um filme! Batizado de “Em Nosso Nome“, o longa abordará a luta de de travestis, trans e “não bináries” no início dos anos 1990 pelo uso do nome social no Brasil. “O movimento está lutando há três décadas pelo reconhecimento social das pessoas transexuais, travestis, não bináries e intersexo; as mais esquecidas da comunidade LGBTQIA+”, pontua a ativista. “Estivemos na linha de frente da luta pelos direitos LGBTQIA+ levando porrada na cara e sofrendo ameaças“, acrescenta. Segundo a ativista, o filme deverá ser lançado no dia do Orgulho LGBTQIA+, celebrado no dia 28 de Junho.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!