Polícia prende segundo suspeito de tentar matar casal homoafetivo em praça de Manaus

Um homem de 34 anos foi preso, nessa segunda-feira (08/02), suspeito de atirar contra um casal homoafetivo, no dia 11 de setembro do ano passado, na Praça do Carangueijo, em Manaus. O acusado, que não teve o nome divulgado, já estava detido por tráfico de drogas quando a Polícia Civil cumpriu mandado de prisão preventiva pelo crime motivado por homofobia.

A tentativa de homicídio aconteceu no dia 11 de setembro na Praça do Caranguejo, no conjunto Eldorado, zona centro-sul da capital. Emanoel Medeiros Marinho e Jonas Negreiros Júnior, ambos de 25 anos, foram baleados após receberem ofensas homofóbicas. Ao G1, o delegado Marco Arruda afirmou que outro suspeito de envolvimento na tentativa de homicídio já havia sido preso um mês após o episódio. Foi ele quem contou à polícia sobre a participação de um comparsa, que seria ligado a outros crimes.

Tomamos conhecimento de que esse [segundo] suspeito estava preso desde o dia 1º de fevereiro, pelo cometimento de tráfico de drogas. E então, nos dirigimos à unidade penitenciária para cumprir o mandado”, afirmou o delegado. Em entrevista ao G1, Emanoel contou que ele e o companheiro chegaram ao local em uma moto e, enquanto estacionavam, um homem se aproximou e começou a dizer palavras homofóbicas e xingamentos contra Jonas. Com medo, o casal saiu da praça em busca de uma viatura policial ou Distrito Integrado de Polícia (DIP) para fazer a denúncia. Eles foram seguidos e receberam os disparos.

Os tiros acertaram o ombro de uma das vítimas e perfuraram o pulmão da outra que chegou a ser internada por dez dias. Os dois receberam alta semanas após o crime.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!