Xuxa processa deputada bolsonarista e pede R$ 150 mil em indenização após ser associada à pedofilia

Xuxa Meneghel está processando a deputada bolsonarista Rosane Felix (PSD) por associá-la à pedofilia e exploração infantil. O processo por danos morais, divulgado pelo site Notícias da TV, foi distribuído no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) no último 4 de fevereiro.

Em agosto de 2020, Rosane, presidente da Comissão de Assuntos da Criança, do Adolescente e do Idoso da Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro), repudiou o livro “Maya: Bebê Arco-íris”, de Xuxa. Na obra, a comunicadora retrata a história de uma recém-nascida que tem duas mães, inspirada em duas colegas da vida real. Na época do lançamento, Xuxa apresentou a publicação como uma forma de fazer as crianças entenderam que “o amor é o mais importante”.

Na ocasião, Rosane criticou a iniciativa da Rainha dos Baixinhos. “Para ensinar o amor e o respeito ao próximo não precisa escrever livro LGBT. Isso se aprende com boas maneiras dentro de casa e na escola. Já não basta a pedofilia, a exploração sexual infantil, e agora tem isso? Deixem as nossas crianças em paz“, afirmou a deputada na moção, que foi publicada no Diário Oficial da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). “Elas precisam ser incentivadas a brincar, jogar bola, andar de bicicleta, brincar de pique, de boneca! Criança não tem que ser induzida a pensar em sexo ou sexualidade”, defendeu.

Xuxa pede indenização de R$ 150 mil por danos morais, ao associá-la a esses temas. Agora, um juiz do Rio precisa sanear o processo e determinar se as partes terão que apresentar mais provas para dar continuidade ao pedido da apresentadora.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!