DJ gaúcha causa polêmica nas redes sociais ao afirmar: “Não tem outra mulher DJ a não ser eu”

Convidada da última terça (17/05) do podcast “Vaca Cast“, apresentado pela influenciadora Evelyn Regly, a DJ gaúcha Bárbara Labres causou polêmica ao afirmar durante entrevista ser a única DJ mulher atuando na cena. A declaração indignou outras colegas de profissão de Bárbara, que passaram a criticar a fala da artista nas redes sociais.

Não tem mulher DJ“, afirma Bárbara em um vídeo que circula pelas redes sociais. “Eu acredito que eu seja a inspiração das mulheres DJs porque quando eu comecei não tinha“, continua. Na gravação, a gaúcha diz não ter nenhuma concorrência feminina já que, segundo ela, “não existe outra DJ mulher a não ser eu“. “Eu comecei fazendo o que nenhuma mulher fazia, que era ser DJ, tocar funk, pegar o microfone e falar [com o público]“, garante. Em outro trecho da conversa, Barbará polemiza ao dizer que “música eletrônica não tem letra” e que os DJs da cena tocam “olhando pra baixo“.

As declarações não pegaram bem e algumas colegas de cena criticaram as falas de Bárbara. “Em 12 anos de carreira eu nunca ouvi tanta merda junta, tirem as conclusões de vocês“, escreveu a DJ e produtora mineira Devochka. “Dividiu o palco com várias DJs e agora fala que não tem DJ mulher?“, questionou a carioca Bruna Strait. Sem citar Bárbara diretamente, a DJ e atriz Giordanna Forte lembrou dos seus 15 anos na estrada como DJ. “Tô dando meu currículo aqui porque é sempre assim! Mulher precisa mostrar tudo o que fez pra provar que é boa! E o pior de tudo, provar pra outra mulher! Vai meu salve aqui pra todas as manas maravilhosas das pic ups que conheço a muitos anos e arrasam mundo a fora“, escreveu ela.

Mais tarde, Bárbara foi ao Twitter e disse que suas falas foram tiradas de contexto. “Galera fez montagem de um vídeo onde falo sobre ‘DJs’ e estão divulgando. Assistam a entrevista completa antes de vir falar bosta“, escreveu a gaúcha. Já pelo Stories do Instagram, Bárbara se desculpou pelas falas e reforçou que tudo não passou de um mal entendoido. “É difícil hoje em dia a gente ter uma liberdade de expressão e falar o que sente. Até na hora de querer ajudar alguém você é criticado“, lamentou.

Confira o vídeo

VEJA +NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!